5 coisas para se fazer quando estiver triste

Por Cecilia Fernandes - quinta-feira, junho 02, 2016


Diante de uma semana complicada no sentido emocional, eu percebi que muitas vezes me deixei abater pela tristeza. Ao invés de buscar nadar contra a maré e encontrar uma forma de superar aquela vontade de ficar deitada de baixo das cobertas durante horas e horas, permiti que o marasmo tomasse conta dos meus dias, o que acabou interferindo na minha produtividade. 
Por ter percebido isso, decidi reagir e buscar minhas próprias formas de melhorar o humor e contornar a situação em que estava. Depois de perceber que foi efetivo, listei meus passos para deixar aqui, aos leitores que muitas vezes lidam com sentimentos difíceis de lidar. 
1. Ouça e dance ao som de uma playlist animada
Música tem um efeito incrível em mudar nosso astral, mudar nosso humor e completar nosso dias, por essas e outras, quando estou triste, me perco nas horas fazendo playlists a fim de rechear meus dias com as mais diversas melodias. Busco novas bandas, novas músicas, ouço rádios diferentes e peço ajuda aos amigos para preencher meu tempo com batidas, danço, pulo, canto alto a fim de gastar energia ao som de algum pop que tem tocado muito na rádio e dessa forma tiro o desânimo causado pela tristeza de perto de mim. 
Separei algumas que costumo ouvir quando estou triste:
Spotify

Youtube

2. Cozinhe e coma algo que gosta
Meu clichê favorito é o famoso sorvete, fica melhor ainda quando acompanhado com um bolo daqueles de padaria. Não tem como ficar triste comendo algo que goste, e é por isso que eu abro mão de qualquer dieta somente para me permitir saborear com vontade algum doce nesses momentos difíceis. No das final a comida favorita age como uma injeção de ânimo dentro de mim, e por isso eu indico que se busque distração não só pela alimentação, mas também pelo processo de cozinhar algo.

Se você gosta de cozinhar quando lida com a tristeza, o lance todo fica melhor ainda. Procure uma receita nova, use os ingredientes que tem na sua geladeira ou simplesmente faça um bom brigadeiro de panela para devorar quando estiver se sentindo mal. Às vezes, quando estamos tristes precisamos apenas de algo bem gostoso para encontrarmos o equilíbrio de novo. 

3. Organize ou reorganize os ambientes
Eu tenho o incrível costume de reorganizar meu armário sempre que me vejo triste. Respirando fundo, tiro todas as roupas dos cabideiros, abro todas as gavetas e gradativamente vou colocando no lugar. Além de ser saudável movimentar as roupas no armário, tirando o excesso de poeira parada, colocar o foco em atividades simples ajuda a mente a descansar do excessivo fluxo de pensamentos. 

Seja organizando por cor, estilo ou ordem, gastar um tempo vendo quais roupas podem ir à doação e tirando do fundo do armário peças antigas, é possível sentir um pouco de tranquilidade. Não precisa somente ser o armário de roupas, todos temos alguma estante ou pilha de papéis que deixamos acumular durante um tempo, ao invés de continuar sendo um incômodo, podem ser uma espécie de terapia nos momentos de tristeza.

Há aqueles que dizem que organizar a mente é o mesmo processo que organizar armários
Acredito que todos temos algum armário, estante ou pilha de papéis que deixamos acumular de bagunça e demoramos cada vez mais para organizar, ao invés de ser um incômodo, eles acabam sendo um espécie de terapia para momentos difíceis. Muitas vezes organizamos um espaço físico e junto a ele criamos uma organização mental e sentimental, preencher a cabeça e movimentar-se é uma das melhores maneiras que eu conheço para combater o desânimo e os sentimentos indesejados.


4. Converse com seus amigos e familiares
Muitas vezes, ficar longos minutos no telefone conversando com uma amiga, interagindo em algum grupo do WhatsApp ou simplesmente puxando assunto com aqueles amigos que não conversamos há muito tempo nos ajuda a ficar feliz. 

Falar com os nossos familiares, abraçar o irmão, brincar com o animal de estimação ou apenas ficar sentada no sofá enquanto todo mundo assiste uma novela/filme auxilia no nosso astral. Como se fossemos inseridos na atmosfera em que eles se encontram e aos poucos nos adaptássemos ao meio e as emoções que os rondam. Uma das melhores formas se sentir-se bem é socializar, ao invés de se deixar trancado no quarto com toda energia condensada e concentrada ali no cômodo, misturar-se ao espaço e deixar a energia circular pode muito bem ser um caminho melhor a seguir.

5. Chore e se hidrate depois
Chorar faz parte do processo de ficar triste e depois ficar bem. Por mais difícil que pareça, encarar o sentimento de frente e entregar-se a ele é uma boa maneira de compreende-lo e dessa forma, supera-lo, se permitir chorar é tão parte do processo quanto se permitir seguir em frente. Chore pelo tempo que for necessário no espaço que te fizer confortável, com a licença poética que escrever nesse blog permite: deixe que as lágrimas fluam junto aos seus sentimentos e os leve embora.

Quando sentir que chorou o suficiente, se acabar adormecendo ou parando naturalmente, levante-se. Tome um banho quente, lave o rosto, tome bastante água, coma algo saudável e procure seguir em frente aos poucos, vivendo um momento após o outro até encontrar o equilíbrio pessoal que tanto se procura nessas situações.

Dicas fundamentais para lidar com a bad
a. Respire fundo. Sempre que sentir que a tristeza está chegando perto, respire. Respire três vezes ou dez se for necessário, respire curto, respire fundo, respire estando sentada ou em pé, mas deixe com que o ar entre e saia levando tudo aquilo que te aflige, oxigene seu cérebro e seu corpo apenas para colocar sua mente em ordem, dessa forma, fica mais fácil de evitar ser sufocada pelos pensamentos.
b.Se movimente, saia do lugar, faça polichinelos, rode, mas busque agitar seu corpo a fim de deixar o ar e o sangue circular melhor para o seu corpo. Além de ser uma distração, sua mente logo se desvia daquilo que gera a tristeza e o ânimo passa a te envolver mais do que a tristeza em si.
c. Aperte seu corpo, sinta-se por inteiro. Parece louco eu sei, mas as vezes, perceber nosso próprio corpo utilizando o tato ajuda a desviar as sensações e compreender melhor o que se passa a fim de desenvolver técnicas melhores para as crises futuras. Por exemplo, eu sei que quando estou triste com alguém sinto minha cabeça doer, e por isso fico pressionando as têmporas enquanto faço outras coisas na intenção de aliviar a tensão, pode parecer bobo, mas funciona também. 
d. Tome um banho. Gelado ajuda a despertar, mas quente ajuda a refletir, dependendo do objetivo, ficar alguns minutos de molho no chuveiro auxilia tanto quanto todos os outros itens citados nessa publicação, é como se você lavasse seu corpo e também sua alma daquilo que te aflige enquanto a água e até mesmo o acúmulo de energia seguem para o ralo.
e.Durma. No final das contas, talvez a melhor solução seja simplesmente fechar os olhos e tirar uma boa soneca, descansar a cabeça e renovar as energias durante o sono, embora para algumas pessoas dormir nesses momentos seja difícil, para outras (como eu) é simplesmente balsâmico. Se nada der certo, algumas horas de descanso resolve. 
fontes

  • Compartilhe:

Postagens relacionadas

0 comentários