O que tem me inspirado ultimamente

sexta-feira, julho 08, 2016 Cecilia Fernandes 0 Comments


Alô, alô vocês que estão no tédio
Essa primeira semana de férias tem sido desafiadora, com tanto tempo livre acabo me perdendo na infinitude de possibilidades diante de mim, há sempre algo que posso ler, uma matéria que posso estudar, alguma história que posso escrever e também o blog para atualizar. Diante de tantas opções, acabo encontrando na internet coisas que me motivem a me focar em uma atividade e trabalhar naquilo pelo dia, depois de vários dias usados para achar inspirações, acabei juntando uma lista de coisas que tem me inspirado e decidi compartilhar aqui com vocês. Quem sabe vocês não se inspiram e deixam o marasmo de lado, transformando os dias chatos em oportunidades de desenvolver-se de alguma forma também, espero que gostem,

1. Essa moça; eu encontrei essa foto na página Africanize enquanto estava procurando inspirações afros para os meus cachos, assim que atualizei a página dei de cara com essa imagem e no mesmo instante me apaixonei. Não faço a mínima ideia de quem ela seja, nos comentários da publicação não encontrei indicações revelando quem é ela, mas isso não me impediu de salvar a imagem e usa-la como plano de fundo do meu celular, só para eu me lembrar quão bonito é a beleza negra que rola na minha família também;
2. Anéis; minha paixão por itens e acessórios hippies sempre foi muito clara, mas depois de encontrar essa imagem no Pinterest, acabei criando uma obsessão por anéis de metal e comprando vários sempre que posso, acho muito charmoso e legal ter vários anéis nos dedos;
3. Tatuagens minimalistas; planejo falar delas aqui no blog, mas sempre que penso em tatuagem me recordo dessas pequenas figuras discretas e significativas que vejo nas mais diferentes redes sociais. Algo sobre os detalhes fofos e a simplicidade me inspiram a ter ideias e salvar imagens para que, quem sabe um dia, eu faça uma;
4. Planos de fundo fofos; eu me canso rápido das imagens que coloco de plano de fundo, sejam elas de textos, imagens abstratas ou colagem, geralmente duram duas semanas no fundo da minha tela de bloqueio ou de WhatsApp. Por essas e outras eu passo longos minutos no Tumblr e no Pinterest buscando imagens que me satisfaçam, pois bem, eis que a onda da vez inclui desenhos coloridos, florzinhas, picolés cor de rosa e outras imagens que me deixam contente quando vejo;
5. Visuais simples; nunca fui muito ligada a moda, mas sempre que me visto busco encontrar o equilíbrio entre a simplicidade, o conforto e a beleza, diante disso, me vi caminhando pelas lojas aqui de Goiânia e comprando roupas sem muitas estampas que pudessem combinar com os meus usuais coturnos e inúmeros cardigans, a inspiração desses visuais me faz usar novos tons e sair um pouco das roupas gritantes que costumo usar;

6. Desenhos de bailarinas; quando ganhei de presente um desenho de uma amiga que retratou uma personagem bailarina, feita por mim no teatro, acabei me apaixonando pelos traços delicados de uma dança tão bonita quanto o ballet. Embora nunca tenha me identificado com a arte, a considero uma das manifestações mais sensíveis e admiro as sensações que ela proporciona;
7. Imagens relacionadas a astronautas e planetas; depois de encher meu caderno com desenhos de planetas numa aula de física e tentar desenhar astronautas no processo de uma aula de química, me vi utilizando essas imagens simples para poder me distrair e me inspirei para criar planos de fundo semelhantes a esse da colagem. Os riscos sem muito trabalho e as ideias que criam a partir deles foi o que me inspirou a começar a preencher espaços vazios e idealizar até mesmo tatuagens e tirinhas com planetinhas variados;
8. Fotografias com efeito bokeh e desfoque; essa semana eu voltei a estudar fotografia e acabei aprofundando meu conhecimento nesse lance de desfoque manual, no meio do processo descobri sobre a utilização do efeito bokeh, que consiste em utilizar pontos de luz desfocados para produzir imagens e formatos diferentes. Depois desse estudo, comecei a buscar utiliza-lo nas minhas fotos e quando me aprofundar nisso postarei o resultado aqui;


9. Essa música, cantada nessa versão; as músicas da Bridgit remetem a minha época de 2013, quando via filmes da Disney o dia todo e ficava cantando todas as músicas. Recentemente, desenterrei essa música e acabei tomando-a como música de incentivo, já a ouvi nessa versão milhares de vezes e nunca me canso de cantar junto. Sempre que vou escrever ou começar o dia coloco-a pra tocar repetidamente, sua letra divertida e melodia me inspiram a sair do meu espaço e fazer coisas novas;



10. Esse vídeo de 1min09; que já foi assistido 14 milhões de vezes, mas provavelmente não foi internalizado. O vídeo fala sobre amor próprio, independente do corpo que temos e da nossa aparência física, devemos mandar aquela voz que vê um defeito no nosso corpo quando nos olhamos no espelho calar a boca, devemos nos amar como somos e transformar o momento "eu odeio o meu corpo" que temos diariamente em uma forma de mudar de perspectiva. Ele me inspira a me aceitar mais, nem que seja de pouco em pouco a cada dia, e também a cuidar do meu corpo, mas ama-lo como ele é;
fontes

inspirem-se

0 comentários: