O verdadeiro significado do Natal


Eu sou espírita desde os meus nove anos de idade e frequento o mesmo Centro Espírita desde que me reconheço dentro dessa religião. Todos os anos ocorre uma movimentação tremenda pelas mais de quatrocentas pessoas que fazem parte do corpo do lugar em relação às atividades voluntárias e trabalhos de caridade lá realizados, na metade do mês de novembro e no início do mês de dezembro, acontece no meu Centro (Centro Espírita Grupo André Luiz, ou CEGAL para os íntimos) a campanha natalina de arrecadação de alimentos para a montagem de cestas básicas.

Como funciona o trabalho?
Inicialmente reúne-se as turmas dos estudos doutrinários realizados na casa, em prol da arrecadação de alimentos que são pré-determinados em tipo e quantidade. É estabelecido uma meta de alimentos para cada sala a fim de que todos auxiliem no objetivo final e estejam presentes no dia para realizar a montagem das cestas (exemplo para melhor entendimento: nesse ano, minha sala teve a meta de arrecadar 1000 unidades de café). Desta forma, também estabelece-se uma meta de cestas a serem montadas, e a desse ano foi de 1500 cestas a serem distribuídas nas unidades parceiras do meu Centro, nas regiões periféricas, mais necessitadas de Goiânia e também em outras regiões requisitadas para entrega no Natal.

Arrecada-se alimentos até alguns dias antes da montagem marcada previamente no calendário de atividades do Centro, em outra data inicia-se o recebimento destes alimentos que são armazenados e contabilizados para o dia da montagem. Quando é chegado o dia, parte dos trabalhadores começam mais cedo na intenção de distribuir todos os alimentos pelo pátio a fim de organizar postos de trabalho. Em cada uma das pilastras da escola - local em que residem as atividades do CEGAL - coloca-se um tipo determinado de alimento, de forma a criar uma linha de montagem.

É um trabalho de formiguinha, como costumamos dizer. É feito em dupla, cada dupla recebe um saco enorme e começa a caminhar pelo pátio enquanto os alimentos preenchem a sacola nestes postos de trabalho, em que ficam outras pessoas colocando a quantidade certa de arroz, feijão, macarrão, óleo e outros alimentos dentro da cesta de cada dupla. No final dessa linha de produção existem pessoas que fecham as cestas e outras que as separam em cada pilha para sua respectiva distribuição e contagem no total montado. O trabalho como um todo é realizado até que não tenham mais alimentos para preencher todas as cestas. Mesmo com vários trabalhadores indo e voltando de mercados e atacadões de Goiânia para preencher as faltas com o dinheiro arrecadado e doações voluntárias, em uma hora da noite, a produção é interrompida.

É uma atividade exclusiva da minha religião?
Não, o convite é realizado para todas as pessoas que tenham vontade e intenção de realizar caridade. Esse ano, além de outros Centros participando, existiram pessoas de outras religiões auxiliando ativamente no trabalho. Nos anos anteriores, a presença de grupos não vinculados a alguma religião específica esteve em peso, uma das melhores características deste trabalho é a forma com que ele une pessoas diferentes, estendendo laços de amizade. 

Mesmo que você leve algum conhecido e comece o trabalho com ele, existe uma enorme possibilidade de você acabar trocando de dupla, ir para um dos postos de alimento ajudar a preencher as cestas, carregar peso, fechar cestas, auxiliar na montagem e por aí vai. É uma atividade extremamente dinâmica que não conta exclusivamente com a sua fé, mas sim com a sua disposição e sua vontade de fazer o bem ao próximo.

Sempre tomo a iniciativa de levar alguns amigos, de convidar pessoas que tenham interesse por ajudar e considero uma excelente oportunidade de descobrir mais sobre esse tipo de trabalho aqui na minha cidade. Convido amigos de outras religiões para conhecer o espiritismo em sua forma prática, reconheço o preconceito existente em torno desta doutrina, mas reconheço ainda mais o bem estar que participar dessas iniciativas de caridade gera nas pessoas, independente de crenças ou limitações pessoais.

Existe a manifestação da fé nesse trabalho?
Sim e é um dos momentos mais lindos do trabalho todo. No início das atividades, é realizada uma prece inicial para harmonizar os trabalhadores presentes, feita de forma a contemplar tanto o espiritismo quanto as outras religiões. Nessa prece fala-se muito sobre gratidão, caridade, amor e as intenções das pessoas ali reunidas, buscando entrar numa boa sintonia e trabalhar energeticamente o local. A prece, realizada no começo, no intervalo do trabalho e na conclusão deste, é um momento em que conversa-se não somente com Deus, mas com as pessoas presentes sobre valores que a campanha busca despertar, sempre agradecendo pela presença e pela contribuição de todos os envolvidos.

Digo que é um momento lindo porque percebe-se a conexão mental entre as pessoas que estão ali, mesmo que pertençam a religiões, cidades ou classes sociais diferentes. É notável que no momento em que se concentram em fazer o bem, os rótulos e as diferenças tornam-se insignificantes perto da capacidade de ajudar, isso é uma das coisas mais valorosas em relação a essa atividade, na minha opinião. 


E quanto as doações?
Apesar da arrecadação ser feita antes da realização da campanha, no dia da montagem, diversas doações são recebidas. Durante a atividade deste ano, o número de caminhões e carros estacionando no portão do Centro para entregar fardos e fardos de doação surpreendeu a todos, auxiliando na demanda de produtos nas cestas. Além disso, com o auxílio de participantes, a busca por produtos que começaram a faltar foi imensa, muitos indo para os mercados da região a fim de preencher a necessidade durante o trabalho realizado.

O mais incrível desse ano, na minha opinião, foi ver o engajamento de pessoas de fora do Centro e das turmas. Uma amiga conseguiu mais de 560 unidades de café somente de doação por realizar divulgação em redes sociais, faculdade e no trabalho, não tirando dinheiro do próprio bolso por conta da contribuição de terceiros. Aqueles que não puderam contribuir monetariamente para a compra de produtos, foram atrás de trabalhadores dispostos e retiraram produtos de dentro de casa para ajudar numa campanha maravilhosa.

Mas é só trabalho?
Não, durante a atividade rolam músicas religiosas e músicas com mensagens importantes, as pessoas cantam, dançam e se divertem durante o trabalho, se envolvendo na sintonia transmitida pelas canções. Meu Centro valoriza a música e a arte como forma de trabalhar a energia nos ambientes e transmitir ensinamentos, por isso, todas as atividades da casa são acompanhadas com alguma manifestação artística. Juntamente da música, existe muita conversa positiva, troca de conhecimentos, abraços e uma união que literalmente faz a força, considerando que na hora de transportar as cestas montadas é realizada uma enorme fila em que estas vão passando de mão em mão até chegar no local em que serão contabilizadas e transportadas, é um momento de muita força, mas também de uma energia incrível. 

Uma das coisas mais fofas desse trabalho são as crianças colocando a mão na massa. Em diversos postos de trabalhos, as crianças protagonizam a contagem de produtos, a distribuição nas cestas e trabalhos leves em que queimam toda a energia da idade deles. Consegui capturar uma das crianças que parecia mais quieta, pois todas as outras imagens se mostraram tremidas já que os modelos não pararam nem para posar para mim #magoada, mas tudo bem. O importante foi vê-los representando a futura geração de trabalhadores do Natal, quem sabe? 

Um ponto que tem se desenvolvido com o passar dos anos da campanha é o lanche feito no final do trabalho, um momento de confraternização entre os trabalhadores que ficam até a conclusão, logo depois da prece de fechamento e dos abraços trocados. Nesse momento, além de repor as energias com vários tipos de quitandas, existe um enorme sentimento de dever cumprido no lugar, sobrepondo o cansaço e o suor com sorrisos e conversas leves. É nessa hora que é feita a contagem final das cestas e as últimas considerações pelos coordenadores do Centro a respeito da campanha, com longos agradecimentos e uma mensagem transmitida por um dos chefes da casa sobre o natal. 

Qual a minha parte favorita do trabalho?
As pessoas, sempre. Quem me conhece sabe o tanto que eu gosto de conversar, me envolver, me relacionar e conhecer pessoas. Acredito que esse trabalho me permite fazer tudo isso, é maravilhoso poder ver tanta gente sorrindo e se unindo pelo bem comum, poder conversar com indivíduos diferentes em vários aspectos que entram em outra energia durante a montagem de cestas. Gosto de como sair dessa campanha trás um cansaço que parece lavar a alma, como a dor nos braços ou nas pernas não se compara com a satisfação por saber que muitas famílias vão ter um Natal melhor graças ao trabalho que ajudei a realizar. Gosto principalmente dos abraços finais, das várias pessoas alegres por terem concluído uma atividade tão bonita.

Qual o verdadeiro significado do Natal, dentro desse contexto? 
O verdadeiro significado do Natal para mim é esse, a união de pessoas felizes e dispostas a fazer o bem. Tenho buscado ressignificar o Natal, a partir de novas tradições e hábitos que ampliem o sentido que essa comemoração tem para mim, indo além do cunho religioso e familiar para alcançar os efeitos interpessoais obtidos com essa data. Fazer parte de campanhas de caridade como essa, ao lado de amigos e pessoas incríveis que conheci dentro do Centro, me auxilia a encontrar novas perspectivas acerca do que é o Natal de verdade. 

Dentro de uma sintonia positiva como a obtida durante a campanha, me sinto conectada com o verdadeiro clima natalino, podendo além de tudo concluir o ano fazendo o bem a quem precisa, estendendo laços fraternos e ampliando meu círculo de amizades através do conhecimento e do reconhecimento de pessoas boas. A partir desse trabalho, sinto que consegui me conhecer muito melhor, descobrindo na caridade uma prática dos meus valores pessoais, trabalhando meus defeitos e compreendendo quem eu sou em espaços como esse. Além de tudo, consegui mostrar a amigos que foram comigo em algumas campanhas uma outra face do espiritismo e uma forma de fazer o bem.


No começo da postagem, disse que a meta a ser buscada eram de 1500 cestas básicas, a serem distribuídas nas unidades parceiras do Centro e nas regiões necessitadas ao redor de Goiânia. Durante as seis horas de campanha, foram montadas 2162 cestas básicas para o Natal, levadas aos respectivos locais depois da contagem e distribuídas no dia seguinte por mais trabalhadores. Embora eu não tenha ficado até o final, receber a notícia do número total me deixou extremamente feliz e grata por fazer parte de uma atividade tão incrível.

Não busco com essa publicação doutrinar a partir da minha religião ou convencer algum leitor do meu ponto de vista, desejo apenas divulgar um trabalho que gosto muito de participar e a partir dele trazer a tona uma discussão sobre o que realmente o Natal significa para mim. Faço parte dessa iniciativa há vários anos, optei por trazer esse tema ao blog por me sentir confortável em compartilhar meus valores e atividades aqui no Literamaniaca. Agradeço a cada uma das pessoas envolvidas nessa campanha de 2017, espero continuar com esse trabalho e torço para que essa postagem provoque uma reflexão em quem a ler.

Feliz natal e uma excelente conclusão de 2017 a todos 

5 séries para maratonar nessas férias


Com o começo das férias, a maior vontade que tenho é atualizar as séries junto com o sono perdido por conta dos longos dias de estudo. Apesar de ter visto um episódio ou outro durante esse segundo semestre, não tive um real momento de deitar com um enorme balde de pipoca e aproveitar cada instante de uma série sem pressa, por isso, optei por fazer uma lista das que assistirei durante esse período de descanso. Espero que gostem, deixem suas opiniões nos comentários!

1. Stranger Things
*meus nenéns*
Sinopse da 1ª Temporada:
Long Island, 1983. Um garoto de 12 anos desaparece misteriosamente. A família e a polícia procuram respostas, mas acabam se deparando com um experimento secreto do governo. Enquanto isso, os amigos do menino iniciam suas próprias investigações, o que os levam a um extraordinário mistério envolvendo forças sobrenaturais e uma garotinha muito, muito estranha.

Embora eu tenha assistido a segunda temporada (em um dia, inclusive), optei por maratonar a série desde a primeira temporada para pegar referências e detalhes que ficaram perdidos no caminho. Eu sou apaixonada por todos os detalhes que compõem o universo de Stranger Things, o que mais gosto a respeito dessa história são os personagens e como a construção do enredo se dá a partir deles e das referências de época que eu tanto amo.
A série é originalmente da Netflix, estando disponível em outras plataformas online.

Trailer da série: aqui

2. Suits
*tinha que ter o gif do amor da minha vida, chega faltou ar aqui*
Sinopse: Mike Ross (Patrick J. Adams) é um garoto que abandonou a faculdade de direito mas, brilhante como é, consegue uma entrevista com o respeitado Harvey Specter (Gabriel Macht), um dos melhores advogados de Manhattan. Quando percebe o talento nato e a memória fotográfica do garoto, Harvey o contrata e, juntos, eles formam uma dupla imbatível. Mesmo sendo um gênio, Mike ainda tem muito a aprender sobre o Direito. E mesmo sendo um advogado tão competende, Harvey irá aprender com sua nova dupla a ver seus clientes de outra maneira. 

Essa pessoa que vos escreve chegou a assistir a série até a quarta temporada, porém, abandonei no meio do caminho por ter priorizado outras séries que estavam mais atraentes na época. Quando saiu a notícia que a atriz Meghan Markle (que faz a Rachel Zane na série) iria se casar com ninguém mais, ninguém menos que o Príncipe Harry da Inglaterra, acabei indo saber mais e encontrando vários detalhes da série no processo de pesquisa. Por esse mesmíssimo motivo e por ter pescado alguns spoilers nos sites de fãs e de notícias sobre Suits, decidi revê-la desde o início.

Trailer da série: aqui

3. Lúcifer
*heavy breathing*
Sinopse da  temporada: Entediado e infeliz como o Senhor do Inferno, Lúcifer (Tom Ellis) abdica seu trono e abandona seu reinado para viver na atordoada Los Angeles. Lá, ele dá início a outro empreendimento: um Piano-Bar chamado Lux, representando seu reino de prazer, luxúria e perdição. Entretanto, em sua jornada hedonista pela Terra, Lúcifer conhece a detetive de homicídios Chloe Dancer (Lauren German), uma  mulher cujo destino aparenta estar ligado ao dele.

O Tom Ellis é meu major crush desde o primeiro contato com ele através da série Rush, tê-lo protagonizando como Lúcifer numa adaptação dos quadrinhos da Vertigo (uma divisão da DC Comics) me deixou ainda mais contente. O mais incrível sobre esse personagem acaba sendo seu carisma e como a série apresenta uma visão única sobre Lúcifer, que apesar de ser o Anjo Caído acaba se mostrando como um indivíduo com diversos complexos e emoções.

Trailer da série: aqui

4. O Conto da Aia - The Handmaid's Tale
*o mulherão da porra toda*

Sinopse: Depois que um atentado terrorista ceifa a vida do Presidente dos Estados Unidos e de grande parte dos outros políticos eleitos, uma facção catolica toma o poder com o intuito declarado de restaurar a paz. O grupo transforma o país na República de Gilead, instaurando um regime totalitário baseado nas leis do antigo testamento, retirando os direitos das minorias e das mulheres em especial. Em meio a isso tudo, Offred é uma "handmaid", ou seja, uma mulher cujo único fim é procriar para manter os níveis demográficos da população. Na sua terceira atribuição, ela é entregue ao Comandante, um oficial de alto escalão do regime, e a relação sai dos rumos planejados pelo sistema.

Essa série foi indicação de amigos próximos que descobriram nela várias discussões importantes. A série ganhou 6 premiações no Emmy de 2017, inclusive como melhor série dramática e como melhor atriz para a Elizabeth Moss. O enredo aparenta ser envolvente e repleto de reviravoltas tensas, além de cobrar telespectadores de estômago forte diante das cenas de abuso e violência. Estou empolgada para assistir e participar dos debates sobre os temas retratados. 

Trailer da série: aqui

5. Ela quer tudo - She's Gotta Have It
*mal conheço e já amo muito essa mulher*
Sinopse: Nola Darling (DeWanda Wise) é uma jovem diferente de todas as outras. Com seus vinte e poucos anos, ela é uma artista do Brooklyn que desafia os padrões da sociedade. Enquanto busca sua própria identidade, ela divide seu tempo entre seus amigos, seu trabalho e seus três amantes: Greer Childs (Cleo Anthony), Jamie Overstreet (Lyriq Bent) e Mars Blackmon (Anthony Ramos).

Você quer protagonista forte, @? A série foi indicada por um amigo que disse que lembrou-se de mim ao ver o trailer, a primeira impressão que tive e a que mais me marcou foi justamente a identificação com a protagonista em certos pontos. Uma artista em construção da própria identidade, fortalecida pelas amizades e pelos amores que tem, trazendo a tona discussões sobre a poligamia, o amor livre e principalmente o direito de escolha de uma mulher independente. Original da Netflix, a desenvoltura da personagem Nora Darling despertou em mim uma vontade ainda maior de entender a trama. 

Trailer da série: aqui

E vocês, quais séries pretendem maratonar nessas férias? Deixem nos comentários indicações e opiniões sobre as séries que pretendo assistir.


fonte
sinopses via adorocinema
gifs via google 

Tatuagens de libélula

Na postagem de hoje vamos tratar sobre as tatuagens de libélula, essa publicação é um guestpost criado e idealizado pelo Rodrigo Nunes, um dos escritores do blog Homem Feito. Lá no site dele tem uma publicação feita por mim sobre moda masculina baseada na simplicidade e no conforto para essa época do verão, espero que gostem.
O que é um guestpost?
É a prática de escrever e publicar artigos em sites ou blogs de outras pessoas e empresas. O dono da página cede um espaço para que convidados possam promover um conteúdo de qualidade para sua audiência. O autor convidado, por sua vez, pode incluir no texto links que redirecione para o seu próprio blog.
(saiba mais sobre clicando aqui)
Significado da tatuagem de libélula
As tatuagens de libélulas possuem um significado muito forte e marcante, apesar de não serem encontradas em desenhos de tatuagens masculinas, a tatoo de libélula é muito procurada pelas mulheres. Muito parecida com a borboleta, a libélula passa por transformações em sua vida, e por isso trás significados diferentes para cada pessoa e cada fase individual.
O desenho da libélula está associado com: mudanças, sabedoria, renascimento, aprendizado, conhecimento tanto pessoal quanto universal e principalmente com transformação. 
Inspirações do pinterest


Questionário sobre o Literamaniaca


Com o término do ensino médio, dos blocos de prova e dos vestibulares principais que prestei esse ano, optei por parar no dia de hoje e organizar minhas atividades na internet. A escolha de deixar o blog em hiatus me deixou mais tranquila, porém, ficar sem publicar e falar dos assuntos que gosto através da escrita fez uma falta tremenda. Dessa forma, um dos primeiros passos para retomar as atividades blogueiristícas que tão bem me descrevem foi criar uma forma de entender os leitores, pois o que faço aqui não é só para mim.
Fiz uma enquete hoje mais cedo no instagram e isso acabou me inspirando a fazer um questionário completo acerca das atividades do blog. Meu primeiro formulário do Google, me senti muito adulta fazendo-o e busquei realiza-lo da melhor forma possível, a fim de não somente ter meu trabalho avaliado, mas também para conhecer quem o acompanha através do blog. Espero que vocês tirem um tempinho para responder e continuem me acompanhando nas atividades que virão.


Decoração com plantas


No mundo moderno, a maioria das residências são verticalizadas, os apartamentos e prédios residenciais tomam conta das cidades e dificultam aquela costume antigo de se ter um jardim pessoal para cada família. Entre os novos projetos arquitetônicos que tem modificado os valores atuais dentro dessa verticalização pela qual as cidades passam, a revalorização das plantas no interior das casas e apartamentos tem se tornado crescente. Essa revalorização transformou as plantas em objetos de decoração e permitiu a retomada da importância das mesmas, tanto no que diz respeito à estética quanto na questão saudável de se ter esse organismo dentro de casa.
A postagem de decoração que trouxe aborda os novos métodos de utilização das plantas dentro das residências de forma a criar um ambiente harmonioso e vivo. Espero que gostem.

Utilizar de plantas para decorar os ambientes permitem a criação de um lugar aconchegante, harmonioso e livre. O contato com a natureza, mesmo que de forma limitada, transforma nosso lar em um refúgio, transmitindo as boas energias das plantas e provocando um conforto referente ao visual que é obtido com essa decoração. Existem muitas espécies no mercado que se adaptam com ambientes internos, desde que haja contato com a luz natural, as plantas passam a combinar com o lugar que estejam e perpetuam seu próprio ciclo de vida. 

Antes de escolher pela decoração com plantas, é necessário se atentar com as questões de luminosidade, temperatura, umidade e principalmente espaço, tendo em vista sempre as características específicas de cada espécie de planta, encaixando-as em ambientes propícios para seu desenvolvimento sadio. Áreas mais iluminadas e arejadas, como próximo a janelas ou em varandas, permitem com que a decoração seja tão efetiva quanto a adaptação da planta no espaço.


As vantagens em optar pelo uso de plantas na decoração, são vastas. Além de criarem um ambiente confortável, as plantas auxiliam na respiração dos moradores da casa por participarem do processo de trocas gasosas com o espaço, além de trazem vida aos ambientes apagados e possuírem uma vastidão de cores, transformando os ambientes e promovendo a tranquilidade. A escolha de meus pais por encher a casa de plantas auxiliou também no processo de desenvolvimento da minha consciência ambiental, considerando que aprendi a cuidar das plantas por meio da jardinagem e passei a valoriza-las desde então.

É de extrema importância conhecer a planta que será colocada dentro de casa, indo além da questão estética para compreender as especificidades de cada espécie. Optar somente pela beleza pode provocar estragos nos planos de decoração da casa, existem plantas que crescem demais pelo espaço, outras que morrem muito fácil e diversas maneiras de se manter uma planta da forma correta. Sendo assim, vale a pena pesquisar em sites específicos e questionar dentro das próprias floriculturas quais são as melhores espécies para seu interesse pessoal.

Cuidados com as plantas é essencial, é importante sempre lembrar que elas são um ser vivo e trata-las da melhor forma possível, auxiliando-as assim na adaptação ao ambiente e às pessoas. Minha mãe me ensinou a vida inteira que elas escolhem o lugar que querem ficar, passando por uma fase de testes e respostas até permanecerem num local propício às suas preferências, algumas espécies se desenvolvem melhor quando colocadas no chão, enquanto outras preferem suportes presos ao teto. 

Existem diferentes possibilidades de posiciona-las nos ambientes, no chão, com uso de pendentes, nas escadas, a partir da reutilização de materiais não utilizados, em estantes etc. É importante buscar estabelecer uma intenção através da decoração, principalmente no que diz respeito às cores do ambiente, optar por combinar os vasos com as cores das paredes, ou com móveis pode ser tão interessante quanto utilizar dos contrastes entre as cores das plantas e do próprio espaço, tudo dependendo do plano de cada pessoa. 

A escolha dos vasos também é importante, eles podem ser decorados de maneira artesanal ou comprados prontos, tendo diferentes formatos e estilos adaptáveis aos ambientes. A versatilidade dos vasos é essencial para a composição do espaço juntamente das plantas, podendo criar contrastes ou complementar objetos utilizados.

Entre minhas plantas favoritas e as melhores indicações para a decoração de ambientes interiores estão as suculentas, os cactos, as echeverias, as begônias coloridas e as samambaias. Por conta das cores, dos formatos, dos tamanhos que ficam durante o crescimento e o aspecto selvagem e natural que promovem aos ambientes, essas plantas adaptam-se bem dentro e fora da minha casa.